Calma Coração
Calma coração, não cala
Escuta coração, não pára
Monta coração, na cara
Sonha coração, que é rara
A hora de sonhar...






Sofrer na Segunda conjugação

Conhecer
Querer
Ter
Perder
Sofrer
SOBREVIVER


Silvana Sabino

multidão x solidão


E essa Solidão que consome e me corrói por dentro. Queria mais Carnaval.
Stephanie Saskya

...é nas palavras que nos confortamos, choramos, encontramos-nos, amamos e vivemos sempre.
Cristiane Paixão

O mau do carnaval é saber que você passou por tantas pessoas e continuou só.
Stephanie Saskya

Passei por muitos caras que queriam telefone, beijo, abraço, não sei se carinho... Mas me queriam. Queriam não sei se como Macabéia, mas me queriam. Privei-me de aventuras, amores, paixões, curtições, possíveis amores eternos, finais felizes, por somente um. Somente um que não tava comigo quando o que mais precisava era somente sua presença.
Carnaval e solidão não são opostos, eles se completam.
Cristiane Paixão
Nós dois...
acertando flechas

dando sentido ao ocaso

seu toque
Marcas

Impressões

Desejos.

Extâse

Sentidos.

Cristiane Paixão.

Amar na Primeira Conjugação

Olhar.
Despertar.
Desejar.
Aproximar.
Tocar.
Idealizar.
Acordar.
Acabar.
Lamentar.
RECOMEÇAR.

Silvana Sabino

Caminho das Almas



Água cristalina, que jorra do Jordão
Avisa a Severina
Beleza de menina
Prendada, moça fina
Que acenda o lampião

O bando já chegou
Correram sete léguas
lisas, lesas, loucas, lisonjeadas
E as palmas espalmadas
São palcos de proezas

Vitória do pobre, do negro, sofridos
Polícia segue a sina, de achar que são bandidos
Pobre, cega, seca de esperanças
Senhora do sertão
Me havia uma lembrança
da moça firme e forte
guerreira, irmã da morte
Sustenta seu saiote
Ajeita sua trança

E hoje ainda se fala
de heróis que já se foram
Caatinga, coisa rara
Espera a chuva e quara
E os olhos enchem d'água
da moça do sertão; Pobre Coração
Avisa a Severina
Que acenda o Lampião.



Bartô Zé