Entre Madrinha e Afilhado

Comédia (Romântica?)


Cláudia claro que queria
Casar com seu moço Carlos
Toda arrumada saia
Pra procurar namorado
Matava o jardim da tia
Caquele prefume infernal
As flô
coitada
Drumia
E nunca mais acordava!


Cláudia já era escrava
Do amor que a Carlos tinha


[E Carlos nem ligava!!!]

( Bartô )


Eu era uma Claudia
que com Carlos queria casar
saía arrumada a vagar
rumo ao Coração de Carlos morar
O meu perfume as flores matava
enquanto meu vício de Amor perdurava

Acabaram-se as roupas
o perfume havia secado
só não acabou o Amor
que por Carlos tenho guardado!


( Silvana Sabino )

6 Relícários:

Postar um comentário

Participe, Interaja, Despeje-se! ;)