- Aquecendo o almoço -

depois de parar de usar
desodorante aerosol,

separar pet pro catador,

agora até carne aquece o mundo.


o porco ta com gripe

e o boi desmata o Amazônia


e eu pensando num filé com fritas

o negócio agora é comer galinha

porém, use camisinha
Porque nem o mar ta pra peixe




Julio Melo

Ecos de não.

No coração de um entendido,
O amor se faz presente
Como quem diz ao pé do ouvido
Queima e me dilacera mar ardente.

Propago o eco dos que amam sem cúpido,
Dos que falam e disfalam com razão.
Sou de novo, uma onda ao pé do ouvido
Sussurrando e escutando - palpita paixão.

Feliz és tú Adão.
Vós que do paraíso foste expulso,
Mas provaste da libido em comunhão.

Eu, pobre mortal sou apenas joio,
Semente amarga e bendita deste pão,
Pago teu ato profano de ser trigo, de ser não.

Subjetivo ?



Estou como um burro de carga
Levando a dor do coração partido
Pesado e sofrido
Deste amor vadio, vazio

Sadomasoquismo bruto
De uma alma perdida, sozinha
E seu louco amado
Dominado pelo intelecto

São inevitáveis as lágrimas
Amor versos ódio.
Sinto muito, mas, esta é
A pura verdade meu caro...

Liberdade de expressão? já nos permitimos
Sorrisos e carinhos também
O que falta então?
Porque eu já estou pronta!

Não te peço que esqueças a razão
Só peço que sintas a emoção...
Também não quero fazer rimas
Só quero que tenhas coragem
Dê-me a mão
E aproveite os dias e as noites
ao meu lado.
Tire a culpa desta pobre donzela
Dê uma chance ao seu instinto

Não tenha medo meu amado!
Esqueça o passado, o futuro
E venha pra mim porque
Eu sou o seu presente!

Thalita Gadelha

Paz e Boas Notícias

Crucificaram iguais!
Guerrearam por amor
Moveram barcos e mundos
Depois mares imundos
De sangue e de dor
Choraram horrores
Os filhos dos homens
O General Super-Homen
sorria
Com sua madame -Tonta de amor

O tempo passa
Levamos bala!
E ódio [BURRO]

É o sibilar do medo
Da morte certa [É certo
Temos medo de iguais


É que enfiaram na nossa cabeça
Que somos DIFERENTES
Até o ar que você respira [e ouve]
Os comandantes com papéis coloridos
Comandam

Aí veio a flor
[Flores] -Duas
Como se uma só não bastasse

Era preciso uma flor?
Fazer chorar quem nunca fez nada a ninguém?
[E quem nunca fez]
Atiraram uma pedra
Com uma flor de ódio

Aviões em torres!!
Ficamos aterrados
De dor
O mundo surtou de susto
Milhares a perder de vista
De perder as contas
PERDEMOS O JUÍZO!!!
E nos encharcamos de lágrimas
QUE NÃO SE REPITA!!!
[Que MORRA o ódio!]

[Espero notícias melhores]

Bartolomeu Dias
16/04/2010 [01:12]

Teu Silêncio

Daria meia vida

para descobrir

tudo o que falas

com o teu silêncio.


E a outra metade

viveria contigo

se se confirmasse

o que penso.



Eduardo Gomes 
( Pedagogia )
' Olhei no verso do meu bolso
Achei a parte de uma ideia
Atrás da tua orelhaEstrela
Vi o meu dia raiar!
[Porque brilhas mais que a a quinta grandeza
Que meus olhos assumem ao te ver]

Como não consigo terminar
Acho que só me falta VOCÊ! '


BartÔ