Olhos Mundanos '



Olhos Brasantes!
Olhos vermelhos!
Se desviam e ninguém percebe
Penetram mundanamente num corpo.
De tão voluptuosos, os olhos,
Sentem a fome que merecem
Clamam pela carne e a textura de um fogo.
Olhos de veias Dionísicas
Retém um pouco de sangue em si,

Personificam
as coisas,
Transformam objetos em homens selvagens e Deusas seminuas
Fazem da brevidade, sua eterna luxúria.
Olhos que não morrem e, intensamente:
Se ABREM
Se CARNE(M)
Se COISA(M)
Se FECHAM...



3 Relícários:

Postar um comentário

Participe, Interaja, Despeje-se! ;)